datarex.info
Baixe arquivos de milhares de arquivos para educacao
 

BAIXAR LIVRO O CASO DA BORBOLETA ATIRIA

datarex.info  /   BAIXAR LIVRO O CASO DA BORBOLETA ATIRIA
postado por Aurelia

LIVRO O CASO DA BORBOLETA ATIRIA

| Livros

    Contents
  1. Flavio Gouvea
  2. Baixar Bons Livros: O Caso da Borboleta Atíria -Lúcia Machado de Almeida
  3. O CASO DA BORBOLETA ATIRIA BAIXAR
  4. Resumo – O Caso da Borboleta Atíria – Recentes

Baixar O Caso da Borboleta Atíria, O Caso da Borboleta Atíria epub Grátis, O Caso da Borboleta Atíria pdf Grátis, ebookGrátis, O Caso da Borboleta Atíria online. O Caso Da Borboleta Atiria - Lucia Machado De Almeida A simplicidade de forma em Atíria, aliada ao conteúdo humano e vivíssimo do livro. Com certeza não percebeu O caso da borboleta atíria Lúcia Machado de Almeida Download Prepare-se para conhecer um livro mágico.

Nome: livro o caso da borboleta atiria
Formato:ZIP-Arquivar (Livro)
Sistemas operacionais: Android. Windows XP/7/10. iOS. MacOS.
Licença:Grátis!
Tamanho do arquivo:60.73 Megabytes


DA BORBOLETA CASO ATIRIA LIVRO O BAIXAR

Tatiana rated it atigia liked it Aug 22, Li todo numa noite e fiquei viciado em leitura até hoje. Qualquer um dos dois é bem vindo! Ainda criança, mudou-se para Belo Horizonte. Conhecido cientificamente por Papilio anchisiades capys, da família papilionidae. E voava com tal desenvoltura e segurança que dava gosto ver. Community Reviews.

O Caso Da Borboleta Atiria - Lucia Machado De Almeida A simplicidade de forma em Atíria, aliada ao conteúdo humano e vivíssimo do livro. Com certeza não percebeu O caso da borboleta atíria Lúcia Machado de Almeida Download Prepare-se para conhecer um livro mágico. O CASO DA BORBOLETA ATIRIA BAIXAR - There are no discussion topics on this book yet. Refresh and try again. Nunca me esqueci deste livro. Aug 29, Andre. 7 de mai de O CASO DA BORBOLETA ATIRIA - Pesquisa Google. Baixar Coleção: Série Vaga-Lume - 50 Livros - Muambeiros. LIVRO O CASO DA BORBOLETA ATIRIA BAIXAR - Com certeza a estória vai agradar adultos e crianças. Estabilizadores, Nobreaks, e Protetores Voltar Voltar.

WordPress Shortcode. Published in: Education. Full Name Comment goes here. Are you sure you want to Yes No.

Flavio Gouvea

Katia Lopes , Blogueira at Nativa. Mariana Oliveira Marcellino. Show More. No Downloads. Views Total views. Actions Shares. Embeds 0 No embeds. No notes for slide. Você vai se deparar com um tremendo mistério policial que tem como protagonista uma singela borboleta.

Baixar Bons Livros: O Caso da Borboleta Atíria -Lúcia Machado de Almeida

A história se passa no mundo dos insetos - que você vai ter oportunidade de conhecer, como se ficasse pequeno e compreendesse a língua de grilos, besourros e lagartas. Qual o motivo dos crimes? Venha solucionar o caso da borboleta Atíria. Boa leitura. Ela nasceu na fazenda Nova Granja, município de Santa Luzia.

Ainda criança, mudou-se para Belo Horizonte. Estudou literatura, história da arte, línguas, piano e cano. Além de escritora premiada, é jornalista profissional. Como era feia Dona Jitirana! Metia medo Pertence à ordem dos homópteros.

Era linda, e suas asas amarelas e pretas estavam como que molhadas. A recém-nascida abriu os olhos e tentou levantar vôo. O rosto feio assustou a pequenina, mas havia tal doçura, tal carinho no olhar da Etirana, que Atíria acabou sorrindo, confiante.

Depois, o sono de dois meses. Até que um ímpeto de vida a fez tomar conhecimento real de sua personalidade. Seria defeituosa? Dito e feito. A borboleta tinha nascido com um desvio qualquer numa das asas, o que lhe dificultava o vôo.

A vida inteira ficaria assim, sem poder ir longe, sem agüentar viagens longas. E teria de enfrentar sozinha o imenso bosque cheio de armadilhas e perigos, surpresas e mistérios. Seu nome científico é Atyria isis e pertence à família geometridae. Logo seria uma borboleta.

O BAIXAR ATIRIA BORBOLETA LIVRO DA CASO

Atíria hesitou a princípio, pensativa. A Jitirana se entristeceu, sem esperança, Para disfarçar seu embaraço, começou a quebrar uma folha seca, com as patinhas. Atíria pareceu decidir-se afinal: - Vou dar muito trabalho à Senhora, respondeu com voz fraquinha.

E muito obrigada. Hei de trazer todos os dias um pouquinho do néctar das flores para a Senhora. Tomarei conta de você para sempre. Alguém de mau, de muito mau mesmo - o ser mais perverso e diabólico do reino dos insetos - iria persegui-Ia. Um estranho ser mergulhado nas trevas, dotado de poderes quase sobrenaturais. E se fosse atacada pelo Touro Voador, o horrível besouro gigante de chifres pontiagudos? Ai dela, se tivesse de fugir às carreiras de algum inseto malvado!

Que silencioso estava o bosque! Atiria voava baixinho, sugando o néctar das flores. Nada mais, nada menos que o engraçado Senhor Louva-a-deus! Só isso. E, assim disfarçado, ouço muito segredo interessante e protejo-me contra os inimigos.

O BAIXAR BORBOLETA DA LIVRO ATIRIA CASO

Continuaram voando e pousaram numa colina, 4 O Inseto também conhecido como "Arlequim-de-Caiena" e que sofre metamorfose completa, Seu nome científico é Acrocinus longimanus e pertence à ordem dos coleópteros, 5 Esse inseto exibe mimetismo, e passa por metamorfose incompleta.

É voraz, e algumas espécies chegam a medir 10 cm de comprimento, Pertence à ordem dos mantídeos. Dentro dela mora uma ninfa que vai transformar-se em cigarra. E até quando vai ficar aí? Sabe de uma coisa? Estou doido de vontade de bulir com ela. O Louva-a-Deus enfiou a cabeça no buraco e começou a gritar: - Saia daí, preguiçosa! Isso também é demais! Nasce bicho, morre bicho, e você enterrada a vida inteira nesse buraco Saia daí, ande Deixe-me em paz!

E desapareceu no fundo da galeria. Estou com um pouco de reumatismo nas patas e vou para casa repousar. Até logo. NUMA pequena carruagem dourada, tecida com fios de seda, puxada por quatro borboletas azuis, vinha o Príncipe Grilo, Senhor das Florestas. Como cantava bonito! Duas borboletas acompanhavam-no, pousadas a seu lado.

Uma delas era preta e aveludada, com enfeites cor-de-rosa nas asas. Tratava-sedo inteligente Senhor Papílio, amigo de infância do príncipe e detetive do bosque. Chamava-se Caligo e trabalhava com Papdio. Sua lagarta vive geralmente nas bananeiras. É chamada cientificamente de Caligo eurilochus e pertence à família assolidae, 8 Borboleta comum nos campos, prados e jardins do Brasil.

Sua lagarta vive nas laranjeiras. Conhecido cientificamente por Papilio anchisiades capys, da família papilionidae. E por que teria feito isso?

O CASO DA BORBOLETA ATIRIA BAIXAR

Bem, vou indo. Preciso visitar uma joaninha que vai dar-me algumas informações interessantes. Quer me acompanhar, Caligo? E saíram voando para longe.

Pousando numa folha, Grilo esperava as borboletas azuis. Julguei que estivesse só e comecei a falar alto. Deve ter pensado que eu fosse louco, hem? Estavam conversando em borboletano, pois o Príncipe 12 FIG.

O CASO BORBOLETA DA BAIXAR ATIRIA LIVRO

Além dela, cada família tinha um dialeto para uso particular. Havia o marimbondês, o mosquitano, o besourês, e assim por diante. O Príncipe conversou muito com Atíria e ficou encantado com ela. Como era simples, alegre e educada! E, além de tudo. Dizem que anda por aí o terrível Arlequim-da-mata O Príncipe apeou, beijou-lhe respeitosamente as patinhas e despediu-se. E de novo ouviu-se uma melodia que se espalhou pelo bosque e se foi distanciando.

Como era belo o hino de Grilo! Cedo a Jitirana compreendeu que Atíria era uma jóia. E ela estava sempre alegre, rindo, cantando. Só tinha um defeito: era muito gulosa. Vivia com dor de barriga de tanto comer! Toda chitadinha de marrom, amarelo, vermelho e azul, um encanto.

E voava com tal desenvoltura e segurança que dava gosto ver. Isso ela era. Falava-se que até o Príncipe Grilo tinha ido render-lhe homenagens. Quem sabe? Talvez a Senhorita Vanessa conseguisse fazê-lo esquecer-se da morte misteriosa de sua noiva Helicônia. Rodeada de admiradores, a borboleta mantinha-se de perfil, com as asas juntas, pousada em cima de uma pequena rocha.

Quero fixar bem o contorno das asas. Ao lado de Vanessa, achava-se um besouro muito pernóstico e pretensioso, que tinha mania de elegância. Estava todo perfumado, e sua carapaça, polida com. Ignorais porventura que meus avós eram adorados como objetos sagrados pelos antigos faraós do Egito. Sabeis que meu pai é embaixador deste bosque na floresta vizinha? Jogue mesmo. A coisa caiu em cheio no corpo do Besouro, que ficou todo lambuzado! Vendo que os assistentes davam gargalhadas, ficou mais furioso ainda e quis avançar para o Louva-a-deus, que começou a gritar; -- Besouro.

Escaravelho nada. Mal terminara a cena, chegou Sua Alteza na carruagem dourada, acompanhado, como sempre, por Caligo e Papílio. Os insetos puseram-se de pé e saudaram-no respeitosamente. Vanessa, ao vê-lo, sorriu e disse: - Chegais em momento oportuno, Príncipe. Grilo aproximou-se, beijou a patinha da borboleta inglesa e começou a examinar o trabalho. Sabendo que o Gafanhoto-pintor era pobre, prometeu custear-lhe os estudos daquele dia em diante. Tenho passado por sua casa tantas vezes e nunca a vejo.

Disse isso e ficou toda vermelha, abaixando os nhos e piscando-os sem parar. Onde o arranjou? Grilo pediu licença e afastou-se. Brilharam estrelas no céu. Que teria acontecido à sua filha? Ai de quem judiasse dela! Seria muita crueldade mesmo, pois a coitadinha nem podia defender-se direito. Passou-se mais um dia sem que chegasse notícia alguma.

É pequena, amarela, com raias pretas e tem um defeito nas asas. Estava exausta de tanto voar Veio voando uma lindíssima borboleta.

Era grande, e suas asas de um azul vivo brilhavam tanto que pareciam feitas de lamê. Morfo Menelau! Desde que nascera tinha ouvido falar na beleza daquela borboleta, tida como a mais linda dentre todas.

Quem sabe se ela poderia indicar-lhe o caminho? A Senhora sabe como se f az para ir à Alameda dos Pinheiros? Nunca ouvi falar nesse lugar, minha menina. Moro num descampado ali à direita.

Até breve. A Morfo Menelau fez algumas evoluções e desapareceu na floresta. Depois de alguns minutos, Atíria ouviu um zumbido esquisito: - zz Arregalou os olhos e viu chegar nada mais, nada menos que o feroz Touro Voador. Tratava-se de um besouro preto enorme, com grandes chifres na testa, que metiam medo. Ai, que feio! E dava uns estalos de vez em quando, tal qual motor elétrico. Estaria pressentindo a presença dela? Com certeza. Fez-se grande silêncio, que foi interrompido pela gargalhada de uma coruja.

Atíria ficou toda arrepiada. Que medo, meu Deus. Se a Jitirana soubesse dos apuros por que sua filha estava passando! Ai dela! Depois de jantar aranha, nada melhor que sobremesa de borboleta nova. É pequenina, mas deve ser bem gostosa. Atíria quase morreu de susto. Que fazer? Que coincidência! Ali estava um arbusto desconhecido, cujas flores eram amarelas e pretas como as suas asas. Seria impossível descobri-la assim, cqnfundida no meio das flores.

Fique por aí, bobinha.

Resumo – O Caso da Borboleta Atíria – Recentes

Hei de encontrar petiscos melhores do que você. Convinha sair daquele lugar o mais depressa possível. A borboleta levantou vôo com idéia de alcançar descampado vizinho. Suas asas eram demasiado fracas, e, além disso, a pobrezinha foi envolvida por um grande rede-moinho, que a atirou violentamente para o meio da correnteza.

E se despencasse nalguma cachoeira? No rio havia tantas! Um tronco inteirinho! O esforço que havia feito na luta contra a ventania deixara-a exausta. E, além de tudo, o medo como que a paralisava. O menino colocou a borboleta sobre uma espiga de milho, com todo o cuidado, e afastou-se.

Observando o lugar, notou que se achava no pequeno sítio de um lavrador humilde - o seu salvador, certamente. O milharal estendia-se a perder de vista. De repente a borboleta escutou um ruído esquisito, como se fosse o ronco de uma cachoeira, enquanto uma grande sombra escurecia o céu claro.

Que seria aquilo? O barulho, cada vez mais surdo e rouco, foi aumentando, enquanto a nuvem negra se aproximava ameaçadoramente. O lavrador, auxiliado pelos filhos e trabalhadores, buscou imediatamente algumas latas e caixas vazias, tentando fazer muita algazarra, a ver se espantava os insetos.

Estou arruinado! Um enorme gafanhoto de cabeça preta, que parecia ser o chefe, foi o primeiro a chegar, pousando no pé de milho onde se achava Atíria. Os terríveis acrídios, entre gritos de alegria e voracidade, deram início ao banquete. Sabe que é muito bonitinha? Mas muito, muito mesmo? Por que, tetéia? Sei de um grilo que até morreu de tanta cólica. Se é assim, vou dar ordem para acabar com a festa imediatamente. Que nome esquisito! Atíria, que inventara o nome naquela horinha, ficou com vontade de rir, mas continuou bem séria.

Este, mais que depressa, levantou vôo, ordenando: - Para a frente! Muito tempo se passou até que a nuvem negra acabasse de atravessar o céu.

Uma hora depois ainda se ouvia o ruído surdo e impressionante dos insetos, que se afastavam cada vez mais. Perplexo, o lavrador olhava para os seus pés de milho, quase intatos. Abria sorriu, satisfeita. Retribuía assim o precioso serviço que o lavrador lhe havia prestado, livrando-a de morte certa. Ele nunca saberia que fora ela quem lhe tinha salvado a colheita. Estava satisfeita consigo mesma. E o Príncipe? Cada vez mais apaixonado por Vanessa, com certeza.

Teriam Papílio e Caligo descoberto o segredo da morte de Helicônia? Tudo se passou com a rapidez de um relâmpago. Primeiro, saiu um vidrinho cheio de um líquido amarelado e, depois, a seringa com uma comprida agulha na ponta. Ela bem sabia o que significava aquilo tudo.

O homem abaixou-se e segurou a sacola de filó, procurando agarrar a borboleta. Havia chegado a hora de morrer! Estava salva! Olhou e viu que o homem apanhava a sacola e se afastava contrariado.

Uma delas era branca, pequenina, toda peluda e chamava-se Bômbix. Que bonita era! Pois é isso, meus caros. Você, por exemplo, amigo mosquito, só serve para atrapalhar. Para que nasceu? Conhecida cientificamente por Bombyx mori. Seu nome científico é Catagramma lyrophila, também chamada Callicore hydaspes. Bômbix começou a rir, apesar de o mosquito estar falando sério.

E você, amiguinha Catagrama, para que serve? Alegro a vista, embelezo a vida Preciso voar até um casebre, no arraial vizinho. Mora ali um menino pobre e paralítico, que me espera todos os dias e que sorri ao me ver chegar. E a linda borboleta foi adejando pela campina afora. A borboleta deu um grito. Estaria sonhando ou teria enlouquecido? Havia pousado nas costas do famoso e esquisitíssimo Bicho-pau!

Tinha cerca de trinta centímetros de comprimento e era tal qual um pedaço de galho seco. Sabe onde fica a Alameda dos Pinheiros? Vou justamente para perto daquele lugar. Fique firme em minhas costas, pois vamos atravessar um grande rio para encurtar caminho. Bicho-pau era uma ótima criatura! Foi conversando o tempo todo com ela. Seu nome científico é phasmodeo e é ortóptero. A borboleta sentiu um choque ao ouvir essas palavras. Que tolice entristecer-se com a notícia! Era natural que Grilo escolhesse uma noiva bonita, rica e de família importante.

Daqui a pouco chegaremos, disse Bicho-pau com sua voz grossa. Vou retirar-me. Mas como? Para mim é falta de vitamina Depois de conversarem um pouco, Bicho-pau despediu-se e voou para longe.

Quanta coisa Atíria tinha para contar! Foram dormir tarde aquela noite. Meus parabéns! Vou à costureira a fim de fazer uma encomenda. E saíram voando. Atíria, sem ser vista, tinha ouvido a conversa toda.

O enxoval da noiva, com certeza As mantilhas de teia de aranha, rendadas. O gorrinho de penas de beija-flor Que encanto! E tudo arranjado com a elegância e o bom gosto de famosos insetos costureiros À noitinha daquele mesmo dia, um grande alarido espalhou-se pelo pelo bosque. Todo o mundo saiu da toca para saber o que era. Perto dela, como que jogado ao acaso, achava-se um pequeno ramo de planta desconhecida. Seria de pereira?

O Príncipe estava desolado! Apenas Grilo, Caligo e eu poderemos examinar o local e o corpo.

O BORBOLETA ATIRIA LIVRO CASO BAIXAR DA

Caligo segurou-o, examinando-o por todos os lados. Papílio jogou a planta no vale que ficava perto e comentou: - Isso significa que a tal coruja subjugou a pobre Vanessa, obrigando-a a respirar veneno. Com certeza chegou alguém, e a criminosa, receando ser descoberta, abandonou a vítima antes de ver completamente realizado o seu intento.

O fato de encontrarmos o ramo de mancenilha prova que a malvada fugiu às pressas, sem tempo nem para esconder essa prova de sua culpa. Meus amigos, estamos envolvidos num grande mistério às voltas com um inimigo desconhecido e poderoso. Conto com vocês dois agora mais do que nunca. O corpo de Vanessa foi metido num branco e perfumado lírio-do-vale e atirado ao rio.

Começou-se a falar num fantasma que aparecia nas noites de lua, no alto do morro. Um luar claro e belíssimo, que tornava as coisas fluidas, quase transparentes. Pouco depois Papílio olhou para o alto do morro e exclamou, agitado: - Ó fantasma!

CASO DA BORBOLETA ATIRIA O BAIXAR LIVRO

Faça o favor! Hei de pôr tudo a limpo. Ouviu-se uma gargalhada horrível e agourenta. O vento, mais furioso que nunca, derrubou um pequeno arbusto ao lado deles. Por que seria? Armando-se de coragem, Papílio resolveu voar sozinho até o alto do morro.

Haveria de encontrar o tal fantasma de qualquer jeito. Preferiu ir durante o dia, antes que escurecesse. Bateu à entrada, e algum tempo depois surgiu um lindo inseto de corpo vermelho e asas transparentes. Seja bem-vindo à modesta casa de Reduvius personatus.

É que Ou melhor. Explique-me a história toda Impressionado com isso, um ilustre antepassado meu resolveu usar de um estratagema, a fim de livrar-se dos inimigos. Ao vê-lo, todos fugiam, pois ele parecia um fantasma do Além. Assim ficou, até que se transformou num inseto igual a mim, com asas e tudo.

Despiu o invólucro e saiu voando, alegre e livre, capaz de se defender sozinho. Mas porque só saía nas noites de lua? Isso foi esperteza minha. Eu queria passar por fantasma, e achei que impressionaria mais se fizesse assim E com essa história toda deixaram-me em paz e pude metamorfossear-me facilmente É um clichê que me incomoda im pouco, especialmente vindo de uma escritora.

A partir de 2 TB. Nascida em atirai de maio dena Fazenda Nova Granja, no município mineiro de Santa Dz, aos seis anos mudou-se com a família para Belo Horizonte, onde passou a maior parte de sua vida.

Open Preview See a Problem? Esse livro é um dos muitos culpados por eu ser quem sou, para o bem ou para borbolea mal. Tatiana rated it atigia liked it Aug 22, Li todo numa noite e fiquei viciado em leitura até hoje.

Literatura Estrangeira Voltar Voltar. No entanto, os primeiros anos de vida passados na fazenda da família onde nasceu, certamente foram decisivos para o despertar de sua sensibilidade artística.

Prazerosa tanto aos 10 anos, quanto aos Just a moment while we sign you in to your Goodreads account. Jogos stiria Corrida e Simuladores. Jogos de Estratégia e Raciocínio. Ciências Humanas e Sociais Voltar Voltar. Projetores e Telas Voltar Voltar. Teoria e História da Arte. Borbolera Exatas Voltar Voltar.