datarex.info
Baixe arquivos de milhares de arquivos para educacao
 

DVD EPICA RETROSPECT BAIXAR

datarex.info  /   DVD EPICA RETROSPECT BAIXAR
postado por Aurelia

DVD EPICA RETROSPECT BAIXAR

| Diversão

    Notícias e curiosidades do mundo do Rock, Heavy Metal, e todos seus derivados : baixar músicas, álbuns, shows, discografias, vídeos. Epica - Retrospect (Live) (). CD 1. 01 - Introspect 07 - Retrospect. 08 - Battle of The Heroes Download datarex.info Postado por paulinho. Pra quem não pôde assistir ao retrospect ou a retrostream, resolvemos gravar ( pelo menos) o áudio do show, pra que todos possam ouvir e se.

    Nome: dvd epica retrospect
    Formato:ZIP-Arquivar
    Sistemas operacionais: MacOS. Android. iOS. Windows XP/7/10.
    Licença:Grátis!
    Tamanho do arquivo:28.70 Megabytes


    BAIXAR DVD EPICA RETROSPECT

    Somos surpreendentes e especiais talvez porque abordamos os concertos de uma forma diferente de muitas bandas de Black Metal. Cry for the Moon Crystal Mountain Orchestral Version Epitome Agora a banda só conta com três membros. Ando sempre a correr. E é aí que Lucifer entra. A banda é conhecida por ter letras com temas ecológicos e do meio ambiente.

    Epica - Retrospect (Live) (). CD 1. 01 - Introspect 07 - Retrospect. 08 - Battle of The Heroes Download datarex.info Postado por paulinho. Pra quem não pôde assistir ao retrospect ou a retrostream, resolvemos gravar ( pelo menos) o áudio do show, pra que todos possam ouvir e se. Conheço dois sites brasileiros que estão vendendo o DVD. datarex.infod. datarex.info?codprod= RETROSPECT é a comemoração de 10 anos de estrada dos Holandeses Epica, gravada ao vivo em Eindhoven em Março de A banda apresentou-se. Fonte: Epica: show comemorativo “Retrospect” será lançado em DVD http:// datarex.info#.

    Suicidal Angels Discografia Download Atualizada. Annihilator Discografia completa Atualizada Download. O Discografia Completa Atualizada Download. The Leper Affinity 2.

    Bleak 3. Harvest 4. The Drapery Falls 5. Dirge for November 6. The Funeral Portrait 7. Patterns in the Ivy 8. Blackwater Park 9. Forest of October Advent April Ethereal The Moor Wreath Hope Leaves Harlequin Forest The Lotus Eater. The Doors- Discografia completa download. Cracker Blues- Discografia completa - Download.

    Download - Kiss — Greatest Hits Joe Satriani- Discografia completa - Download. Judas Priest- Discografia completa - Download. Elvis Presley- Discografia completa - Download. Juntos, com o auxílio do André Henriques, embarcamos em viagens alucinantes em busca de locais onde a natureza se destaque.

    E sim, é divertidíssimo e acabamos por dar imensas gargalhadas, com as figurinhas que fazemos.

    Agora imagina a cara de quem vai a passar e vê quatro tipos, vestidos de forma estranha, a tirar aquelas fotografias [risos]. À parte os elementos tradicionais. Portanto, aquilo que eu e os leitores queremos saber é qual é a marca da cola que a banda anda a snifar porque é efetivamente muito boa. E isso nota-se quando passa mais de uma semana sem concertos. Existe algo concreto que possas adiantar-nos, quer a nível de tours, festivais, etc.? Mas…um passo de cada vez, como sempre. Dado que eram três elementos, oferecime para a gravar as pistas de baixo e acabaram por me convidar para fazer alguns concertos, sem grande compromisso.

    No fundo, eu juntei-me a três estarolas que andavam a fazer. No fundo, a palavra-chave deste grupo é, para mim, genuinidade. Até nisso, o papel de Serrabulho foi importante, por ter dado a conhecer o meu trabalho a uma camada mais vasta de potenciais interessados. Desde o Star Whores que diversas bandas estrangeiras. A nacional Vomit Your. É uma pessoa séria, com olho e ouvido para bandas plenas de potencial e uma simpatia desarmante.

    Regressando à Rotten Roll Rex, o entusiasmo do Marco — dono do selo — foi impossível de ignorar. Muito obrigado por esta oportunidade, Dico! A Forest of Stars é uma das bandas mais interessantes que anda por aí no meio mais pesado. A sonoridade puramente electrónica e os beats sintéticos new wave que abrem o disco parecem sugerir desde logo a possibilidade da coisa descambar a qualquer momento para o piroso. Mais do que um novo horror, o que se tem é a bojarda do costume. Foi preciso esperar duas décadas para que os lisboetas Cronaxia apresentassem o seu disco de estreia e, acreditem que a espera valeu a pena, pois ao longo das 8 malhas que compõem o disco o trio coloca todas as garras de fora e alimenta o espírito Death Metal que se vivia nos anos 90 em Portugal.

    Confesso que, ao aperceber-me que o estilo desta banda de Nice, França, era o black metal Medieval, esperava mais dos Darkenhold. Darkenhold desenvolve aqui um universo melódico de black metal feito de paisagens brumosas, mistério e ruínas medievais.

    Assim, uma das forças motrizes dos thrashers da Bay Area, começou por dar azo à sua faceta mais obscura no seu projecto paralelo Dragonlord. Tudo aqui é familiar e tudo é feito com esforço para se criar algo distinto e diversificado. Isto é obrigatório! Parece ter sido isso o que o trio brasileiro Krisiun fez. Mais do que um regresso às origens este é um disco que traz uns Krisium mais brutos, mais afiados e mais oleados que nunca.

    Relapse Records Após duas décadas de existência os NorteAmericanos Pig Destroyer teimam em trazer até nós autênticos discos de puro Grindcore. Podemos mesmo olhar para este sexto disco como um compêndio daquilo que tem sido a carreira da banda. Um deles é o samisém, executado nada mais nada menos que pelo ex-Estradasphere Kevin Kmetz.

    O que se segue no alinhamento é, na essência, heavy metal, com alguns laivos de prog vintage e alguma insanidade. Um disco obrigatório. Hecker tacteia o seu discurso na cambaleante cadência da franja serotónica, evocando visões crepusculares na sonorífera latência da memória.

    As vocais, por sua vez, assumem um plano periférico, como uma prece segredada, sepultada na subliminaridade de orações reverberantes.

    Feld de Yerûselem descendem. O processo só se alongou devido a problemas de agenda. Jake — Para além do facto de eu e o Joseph andarmos muito ocupados com digressões, dirigir uma banda é um trabalho que consome muito tempo.

    Queríamos que as ideias para a escrita surgissem naturalmente. Daí a importância da imprensa. Obrigado por esta entrevista para Portugal. CSA — A tua cumplicidade com o Joseph parece-me muito interessante, tendo em conta a diferença de idades. Como conseguiram chegar a confiar tanto um no outro? Jake — Eu sei que, se pedir ao Joseph para fazer algo e ele disser que faz, é ponto assente que isso vai acontecer.

    Joseph — Como sabes que idades temos? Temos as nossas influências pessoais, somos sobretudo influenciados por bandas como Queen. Quem tem o papel principal, tu ou o Joseph? Apenas nos sentamos e usamos instrumentos e papel e escrevemos. O Steve fez um trabalho sensacional. Desafio-vos a tentar distinguir em que partes toca um e o outro. Vejo o seu estilo como um complemento do som de Witherfall.

    O lado visual é muito importante para nós. Até agora, nunca nos desiludiu. Jake — Obrigado por teres reparado nisso. O final, tal como referiste, é como uma despedida para o Adam. É uma espécie de montanha russa de emoções.

    Às vezes, custa-me muito ouvi-la, por causa de toda a tristeza que inspira. Joseph — Vintage era o nome de um bar onde se bebe vinho a que eu e o Adam fomos quando ele descobriu que tinha um cancro. Joseph — E eu estou-me a borrifar para as designações. Century Media. Equilibrando riffs agudos com melodias espectrais numa variedade de assombrosas e distintas canções de black metal. Épico, atmosférico, mortal. Infamy PR.

    Massacre Records. Osmose Productions. Cada faixa é um testemunho tocante de uma instância incrível no tempo. Prophecy Productions. Com vocais incrivelmente cheios. Steamhammer SPV. Agonia Records. A banda tem obliterado locais em toda a Califórnia, bem como no Noroeste Pacífico, Sudoeste e México com seus sets.

    InsideOut Music. Karisma Records. Enquanto muitas bandas conseguem entrar em dois dígitos,. Season of Mist. Por outras palavras, Epic Power Metal no seu melhor.

    Van Records. All Noir. Agora, é o líder dos Sunstorm. Indie Recordings. Espere uma blitz de heavy metal surgindo das profundezas do inferno!

    Cane Finnr desenterrou algo que leva o ouvinte numa odisseia etérea. MDD Records. No início de , o guitarrista Jonathan Verstrepen criou a banda para mostrar o seu apreço pelas lendas do death metal da velha escola dos anos 80 e início dos anos Mas todos parecem ter um gosto comum: um apetite pelo death metal americano e sueco.

    O poder do riff, a melodia e o groove insistente criam uma magia curiosa que só o verdadeiro inspirado pode aproveitar. E é aí que Lucifer entra. Embora ainda reconhecível como a banda que lançou Lucifer I em , Lucifer II é um animal muito diferente do seu antecessor.

    Debemur Morti Productions. Todos os membros, inspirados pela cena heavy e thrash metal dos anos 80, deram ao género uma nova e moderna vantagem, mantendo-se fiel ao seu legado. E como o destino tem disso, a primeira vez que todos entraram numa sala juntos e começaram a tocar, a magia foi instantânea. Relapse Records. Combinando influências djent com metal extremo, a banda esforçou-se sempre para expandir o seu som, colocando-os numa classe própria.

    Seis faixas, tiradas de versões anteriores, foram reorganizadas e gravadas do zero. Slidhr foi formada em como o projeto a solo do multiinstrumentista Joseph Deegan, na época metade do grupo culto do Black Metal: Myrkr.

    Mas, as. Com os vocais dinâmicos e poderosos de Agnete M. Kirkevaag no topo, como sempre. É sobre uma guerra desencadeada na Terra para nos punir dos nossos pecados.

    Eles nunca soaram mais maduros, os refrões nunca foram mais cativantes, e as guitarras nunca foram mais melódicas do que agora. A mistura de metal brutal e prementes melodias instantâneas, agarra o ouvinte pela garganta.

    Non Serviam Records. Que estilo é este? Grazie ragazzi!! Enquanto essa banda se desagregava, alguns de nós quiseram continuar a explorar as possibilidades de um Rock musculado e fomos começando a reunir material que mais tarde faria parte do reportório dos 47 FVR. Ou pelo menos gostamos de jogar no limite do fora-de-jogo! Quem é o principal municiador e aquele que distribui a bola? Muito honestamente veio de um feliz acaso.

    Nada disso. Isto dito assim parece muito complicado de conjugar, mas a verdade é que o resultado é brilhante e fala por si.

    Querem falar um pouco sobre isso? O vosso plantel é extenso, além dos habituais titulares vocês têm uma série de artistas pontas de lança. Como foi contratar esta gente toda e como é que eles se enquadraram no vosso estilo de jogo. Um telefonema ou um encontro na rua e toda a gente respondeu com entusiasmos, disponibilidade e sobretudo grande. Aqui fica uma vez mais o nosso agradecimento a toda essa gente boa Soys grandes!!! É verdade O investimento compensou Tinha de ser.

    Mas ver e ouvir este disco naquele formato enche-nos a alma. Acho que respondi à tua pergunta! Que dizer?!? Trabalhem forte, tentem ser sempre o mais possível sinceros e coerentes convosco próprios, lutem pelas vossas ideias e pelo som em que acreditam. Mas acho que vou dizer uma série de banalidades. Alves — guitarra Evandro Andrade — guitarra Bruno Lee - bateria. Como os integrantes da banda eram vistos na cidade? Sofriam preconceitos por conta do vosso estilo?

    Evandro: Saudações! Em primeiro lugar gostaria de agradecer o espaço cedido. Bem, no início era tudo muito novo, muito tosco e muito mais difícil. No começo era tudo baseado na sonoridade Death Metal do início dos anos A Smashed Face foi um projeto que surgiu com esse propósito.

    Com o passar dos anos, conhecemos bandas como o Paradise Lost, Katatonia, Blaspherion… dentre outras. Essas bandas nos influenciaram muito na época e daí que começamos a cadenciar mais o som, tornando-o mais obscuro e soturno. Quais eram as maiores dificuldades para uma banda de Metal do interior?

    As dificuldades eram muitas, desde um local para ensaios, até equipamentos, contatos.. Vocês, inclusive, foram pioneiros em Pernambuco com uma mulher nos vocais. Quais foram as vossas principais influências na altura? Na época, queríamos mostrar um trabalho que navegasse do Death Metal ao Gothic.

    O que nos pode falar desta experiência? Na época tínhamos sete integrantes, muitas opiniões e conflitos de ideias. Como você disse, as principais revistas nacionais fizeram reviews e a nota sempre acima da média.

    Um trabalho bem interessante, com timbres mais atmosféricos, de influências mais Prog Rock, mas ao mesmo tempo com um quê soturno, de Gothic, algo que me lembrava coisas como os Sentenced, por exemplo. A banda, porém, voltou a encerrar as atividades algum tempo depois daquele lançamento.

    Por quê? Sobre a parada, desta vez foi na verdade uma espécie de férias coletivas risos , todos estavam muito atarefados com suas vidas particulares, alguns estavam sendo papais pela primeira vez, etc. O que contém este lançamento? Trata-se de um concerto, coletânea de vídeos?

    A idéia foi celebrar os 20 anos de história.

    'Afterwords' é o nome do novo cd da banda The Gathering

    O que vos motivou a retornar novamente às atividades? O processo começou por volta de , quando decidimos realmente gravar um novo trabalho.

    Ficou um trabalho muito pesado, denso e atmosférico. Gravamos seis faixas no Dark Side Studio em Recife, entre julho e agosto de As outras três foram gravadas em outras épocas, porém remasterizadas no Dark Side. Como foi que rolou essa parceria? Diego tem muita experiência e além de gravar, ele nos direcionou, conseguiu extrair de nós o nosso melhor e foi muito detalhista. Conseguimos com isso, uma diversidade vocal, enriquecendo o material como um todo. A banda encontra-se em sua melhor fase.

    E a Europa? Sim, faz parte de nossos planos. Porém, tudo precisa ser planejado, tendo em vista que os integrantes tem trabalho, família, etc. Eu que agradeço em nome da banda Obscurity Tears!

    Que traga mais espaço para as bandas independentes que tanto se esforçam para se manterem ativas. Ao mesmo tempo, o futebol, outro fenômeno social, consolidou-se como esporte global.

    Muro do Classic Rock: Epica - Discografia.

    Também as rivalidades de seu campeonato. Aqui narradas como uma série de reportagens. Obrigado por desperdiçarem oxigénio enquanto escrevem neste ficheiro. Baffo — Eu sou Groot! Abdul - Eu espero receber muitas cabeças de cavalos mortos em casa. Ele é muito bom a jogar futebol com os dedos e a tocar com os pés e é por isto que falhou redondamente em jogar e tocar, mas foi bem-sucedido em manter a sua identidade secreta enquanto tocou connosco.

    Baffo — Nós somos todos perfeitos, as imperfeições fazem-te perfeito. Podem explicar, por favor? Abdul — É difícil de me explicar melhor que o Gatto.

    Vou só adicionar uma palavra: toxoplasmose. Baffo: Em minha defesa, quando fizeram o nosso site eu estava num churrasco de família. Gatto: Deixa-me perguntar-te uma coisa: Tu levarias a sério o ébola? Mas o ébola continua a ser muito sério.

    A vida seria muito chata de outra forma Baffo - Hahahahahahaha John Petrucci. Isso é muito melhor do que ser desaprovado pelos Sabaton. Por exemplo, o nosso baterista foi ameaçado pela baqueta do Mike Portnoy. Tem sido, literalmente, uma dor no cu. O manager dos Faith No More entrou em contacto connosco quando soube que vos íamos entrevistar. Abdul: Quando vi esta pergunta disse ao meu manager e ele disse: "Eu quero os Faith No More para substituir esses velhos bastardos".

    Agora ele é rico, e eu sou forçado a trabalhar como empregado numa sex shop. Baffo: Alguém falou em dinheiro? Quando cheguei a casa e coloquei o CD na aparelhagem, fez-se magia. Gatto: John Petrucci. Ele efectivamente descobriu que se. Gatto: Mario Draghi foi convidado porque nos devia uns biliões de euros que nos pediu emprestado.

    Conseguimo-los por dinheiro, e é tudo o que vocês precisam de saber. Baffo: Sim.

    Gosto das letras. Abdul: Na realidade a Barbie é uma trans-empregada numa sex-shop que conhecemos recentemente. Era um guitarrista masculino. Tenta adivinhar de que banda! Ou, pelo menos, pelo Bocelli.

    Baffo: Em Braille. Vi nos Metal Archive que desenhas e és um escritor cómico. É ele que trata do nosso grafismo desde 40 a. Baffo: Foi o Potowotominimak que fez! Esses planos… envolvem mulheres nuas, cavalos que respiram fogo ou anões maléficos?

    Gatto: Eles basicamente envolvem responder a questões desafiantes e entrevistas sérias como esta. Se tivessem de definir qual o vosso estilo, qual seria? O que raio quiserem, certo? Gatto: Happy metal. Abdul: Comedy Metal.

    Baffo: O que raio quisermos… Metal. Se tivessem de dar um título à nossa entrevista, quer dizer, a todas as estupidas questões que fizemos, qual seria?

    EPICA RETROSPECT BAIXAR DVD

    Algum do pessoal que escreve connosco gosta das saias cor-derosa que usam nos vídeos. Podem nos dizer onde as compram? Gatto: Querem as saias ou as pessoas que as vestem? É apenas a nossa pele. Muito obrigado pelo vosso tempo.

    Gatto: Muito obrigado também pela entrevista, gostei muito de responder às perguntas que foram do caralho que me colocaste. Esperamos ver em breve em Portugal. Por favor digam ao Cristiano Ronaldo para ir jogar para o A.

    Baffo: Espero vos ver em breve! Seus bastardos. Seus brutos! Trump e Lordi Pontos de encontro?!?!?! Joseph Deegan — Muito obrigado. Sim, às vezes também faço artwork para outras bandas, mas geralmente sou muito seletivo na escolha desses trabalhos.

    No passado, pude constatar que trabalhar com algumas bandas é um verdadeiro pesadelo. Queres sempre fazer as coisas à tua maneira ou tens facilidade em aceitar as sugestões que te apresentam? É sempre melhor unirmos os nossos esforços, trabalharmos juntos. É muito raro isso acontecerme. Geralmente, detesto o meu trabalho.

    Também fiz algumas pinturas interessantes para o merchandising de Destriers, uma banda de Dublin. Recentemente descobri que também és tatuador. Logo, trabalho para todo o tipo de pessoas, novos e velhos. Faço sobretudo o que os clientes pedem, mas esforço-me muito para converter os seus sonhos em realidades. Detesto isso. É assim que se fideliza a clientela. Deixem de tentar de ser tatuadores famosos na internet. A arte de tatuar tem regras, que ajudam a garantir que o trabalho vai envelhecer sem problemas.

    É importante que o desenho tenha algumas linhas fortes, bons contrastes e um design bem definido. Vejo a tatuagem mais como um trabalho artesanal do que uma arte. A arte para lançamentos musicais é muito mais livre no que toca às técnicas a usar. Prefiro pintar, sempre que possível. Por vezes, é mais rude, mas isso nem sempre é mau. Às vezes, sim, embora nunca faça uma cópia fiel do modelo proposto. Farei algo parecido. Mas isso também é aliciante. Depende do que o cliente quiser.

    Por vezes, é mesmo isso que determina a abordagem que vais adotar. Sempre que possível,. Se preciso de incluir no desenho uma infinidade de pequenos detalhes, posso usar uma pena. No entanto, gosto mais de trabalhar com pinceis: as linhas parecem mais enérgicas, mais cheias de sentimento.

    Isso diz muito sobre a porcaria que é o sistema educativo. Desde que me lembro, sempre passei muito. Abandonei a escola muito cedo. Foi aí que comecei a melhorar gradualmente. Ter passado anos a tatuar turistas em tendas na rua deu-me as bases técnicas do ofício.

    Onde fica? Atualmente, faço muito trabalho de grande escala, o que é bastante penoso, portanto o ambiente relaxante facilita as coisas. Viajas para ires fazer esse trabalho noutros locais? Dantes fazia-o, nas agora raramente. No passado,.

    EPICA BAIXAR DVD RETROSPECT

    É algo em que tenho pensado muito ultimamente. Facebook Instagram. Saudações, Andras! Andras — É um prazer comunicar-te que a espera acabou. Reparei que demoraste quatro anos para concretizar a tua ideia. As coisas boas demoram tempo a concretizar. Eu crio e toco tudo sozinho e também faço a mistura dos meus trabalhos. Assim, tenho controlo total sobre tudo. E gasto todo o tempo que seja preciso para concretizar a minha ideia. Mas, cada vez que tentava, a dor fazia-me perceber que ainda ia passar muito tempo até estar apto para o fazer.

    RETROSPECT DVD BAIXAR EPICA

    Podes comentar esta ideia? Como é que esse tema se reflete nas letras que escreveste para ele? Parece muito atormentado. A minha arte tem de ter o poder de evocar a dor que lhe deu origem.

    Tem de magoar, de ferir. Quando estou envolvido num processo, deixo as coisas acontecerem e fico a ver o que sai dali. Adorei as partes de piano. Obrigado pelo elogio. Tenho jeito para tocar, mais nada.

    Cd Duplo Epica The Quantum Enigma Novo Lacrado Digipak

    Houve duas versões anteriores. Ele ocupou-se do artwork e eu de tudo o que dizia respeito ao layout. A propósito, a capa só conta metade da história. Tens de ver a contracapa para apreenderes o resto. É a tua cara que aparece nessa imagem? E quem é Ain? O teu guitarrista? Portanto, era lógico que eu trabalhasse com ele neste artwork. Que tens a dizer-nos sobre este? Vais fazer concertos? Sim, vai haver concertos e vou participar em alguns grandes festivais como o Hellfest ou o Metaldays, por exemplo.